Por que os escritórios flexíveis são a chave para o futuro?

24 JUN

Os escritórios flexíveis são aqueles utilizados de acordo com a necessidade das pessoas e das empresas. Na cultura do anywhere office, assunto que já abordamos em diversos posts das nossas redes sociais e que ganha cada vez mais espaço, os funcionários podem trabalhar quando e onde quiserem.

 

O que isso quer dizer? Que as atividades profissionais podem ser realizadas no formato home office, mas também em espaços públicos de livre acesso, como bibliotecas e cafeterias. Porém, há situações em que ir até o escritório é necessário e entre as opções destacam-se os tradicionais espaços como conhecemos hoje e os coworkings.

 

Por exemplo: você precisa receber um cliente importante para uma reunião ou está em um local sem a infraestrutura necessária para trabalhar. Em situações assim é que entra o escritório flexível. Cada vez mais as empresas deixarão de ocupar imóveis inteiros para alugar espaços em coworkings, por exemplo, abandonando o escritório fixo. 

 

Um dado que surpreende é que, por meio do resultado de um estudo desenvolvido pela Ginger, uma plataforma de serviços para a saúde mental, cerca de 70% dos funcionários são menos produtivos quando estão trabalhando em casa. Essa pesquisa mostra que o trabalho remoto deixou de ser uma medida sustentável para as organizações, mas também faz os empreendedores refletirem sobre o engajamento dos escritórios tradicionais – que deixaram de ser uma necessidade há tempos. 

 

Então, os escritórios flexíveis se tornaram uma alternativa não só para os negócios, mas também para a saúde mental dos colaboradores, que podem trabalhar de lugares diferentes e exercitar a criatividade, visto que o uso dessa nova modalidade de trabalho é recomendado para aumentar o desenvolvimento de ideias e a colaboração, que servem como base para o fortalecimento da cultura organizacional.

 

Fonte: Beer or Coffee.

Vamos conversar?

Clientes & Parceiros